Data da publicação: 18/11/2017

O trabalho diário das 17h às 23h, assim como a necessidade de reposição de ingredientes e das energias para o dia seguinte, são fatores que agravam a busca de Josenildes Ribeiro, 53 anos, baiana de acarajé e moradora há três décadas do bairro de Cajazeiras, por assistência médica e demais atividades que demandem tempo e espera em filas. Para auxiliar Josenildes e demais cidadãos, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) e apoio da Prefeitura-Bairro de Cajazeiras, da Ouvidoria Geral, Transalvador e Guarda Municipal, promoveu a Feira da Integração neste sábado (18), na Praça Regina Guimarães, em Fazenda Grande III. 

A iniciativa tem como objetivo levar informação e serviços para as comunidades de Cajazeiras, Boca da Mata, Águas Claras, Fazenda Grande, Castelo Branco e adjacências. "Eu praticamente não tenho tempo para fazer consultas ou exames sem prejudicar meu descanso ou minha rotina. Então, acho que a Prefeitura está de parabéns pela ação, por proporcionar à população serviços de utilidade para todos. Além disso, vieram falar sobre essas mudanças nas linhas de ônibus. É uma coisa necessária", diz Josenildes. 

A Feira da Integração ofereceu serviços da Prefeitura em forma de mutirão, como atendimento clínico, exame preventivo, diagnóstico de glaucoma, escovação dentária, aferição de pressão arterial, glicemia e testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatite. A população teve acesso ainda à escolinha de trânsito da Transalvador, Ruas de Lazer, atendimento da Coelba, Primeiro Passo, Bolsa Família e atendimento para consultas a vagas de empregos, por meio do Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm). 

Transporte – Mesmo com a divulgação feita em jornais, internet, rádio e televisão, a atividade foi mais uma forma encontrada pela Semob para disseminar e divulgar o Projeto de Reestruturação do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO) para a comunidade. Foi uma oportunidade de esclarecer diretamente aos usuários as vantagens da integração dos meios de transporte da capital baiana. 

"A ação visa mobilizar a comunidade de Cajazeiras para uma série de atendimentos municipais, voltados para a saúde, educação, trânsito e transporte público. Entretanto, montamos a feira com o intuito principal de apresentar as mudanças que começaram a acontecer hoje na região. Escolhemos a Fazenda Grande para realizar as atividades, pois ela está situada bem no centro deste bairro, com acesso fácil às demais localidades. Aqui temos a oportunidade de explicar a ampliação de viagens proporcionada pela reestruturação", destacou o titular da Semob, Fábio Mota. 

Alterações – Antes da reestruturação, o bairro de Cajazeiras contava com o total de 501 viagens. Com as mudanças, saltou para 1.004 viagens – reduzindo o tempo de deslocamento bairro a bairro e, consequentemente, o tempo gasto para sair de casa para o trabalho ou escola, bem como para retornar aos seus lares. "Essa mudança superior a 50% das linhas atinge cerca de 400 mil usuários do transporte público da cidade. Resultado: redução da espera no ponto, da superlotação nos ônibus e, realizando a integração com o metrô, otimizando o tempo do cidadão, que é o mais importante", justificou Mota.