0
0
0
s2sdefault

 

Publicado em: 10/06/2022

 

Com a proximidade do início das operações do BRT em Salvador, prevista para o mês de setembro, a Secretaria de Mobilidade (Semob), em parceria com outros órgãos municipais, operadores e instituições privadas envolvidas, promoveu o I Workshop de Preparação para o Início da Operação do BRT. Durante o encontro, que que foi fechado para o público externo, aconteceu entre esta terça e quinta-feira (07 a 09), e os participantes puderam discutir e ajustar o alinhamento das atividades de preparação e gestão de todo o processo para o início da operação.

 

Na última terça, uma equipe de técnicos da Semob, Sucop, e da construtora responsável pelas obras visitou as estações na região do Itaigara e Avenida ACM, para acompanhamento das obras além de identificar possíveis ajustes que devem ser realizados antes do início da operação. As estações Hiper e Cidadela estão em fase final de acabamento. Já as estações Parque da Cidade, Itaigara e Pituba estão com as obras em fase de conclusão.

 

A abertura oficial do evento ocorreu na última quarta-feira, no auditório do Sebrae, e contou com a participação do secretário de mobilidade de Salvador, Fabrizzio Müller, do diretor geral do BRT, Roberto Moussalem, do diretor de Planejamento e Mobilidade da Semob, Pablo Souza, do diretor de Transportes, Matheus Moura, e do Coordenador de Mobilidade Urbana da WRI Brasil, Guilhermo Petzhold. Para o secretário Fabrizzio Müller, o BRT é uma das mais importantes obras de mobilidade já realizadas em Salvador. Já Petzhold destacou a importância da primeira experiência do usuário. “Vai ser neste momento em que o usuário irá criar a imagem daquele equipamento. É importante que seja uma experiência boa para que ele não hesite em utilizar novamente”, pontuou.

 

Durante o dia foram realizadas dinâmicas para fazer o mapeamento e gestão de riscos, além de definir os prazos limites para cada ação. Já no encontro desta quinta-feira, foi realizada uma dinâmica para desenvolver procedimentos operacionais em 4 situações de emergência: bloqueio de vias, excesso de demanda, incidente de trânsito e bloqueio das estações. “Este foi um encontro bastante proveitoso, onde pudemos ter importantes e renomadas instituições internacionais, com larga experiencia em mobilidade urbana, que trouxeram experiências exitosas com outros BRTs operados no mundo, e que servirão como exemplo para nós ao iniciar a operação em Salvador”, destaca Müller.

0
0
0
s2sdefault