0
0
0
s2sdefault

 

Publicado em: 18/01/2023

 

Condutores que trafegam pela Rua Lucaia e pelas avenidas Anita Garibaldi e Vasco da Gama passarão a ter maior fluidez no trânsito a partir da manhã desta quarta-feira (18), com o novo Complexo Viário Rei Pelé. A estrutura foi entregue pelo prefeito Bruno Reis e pelos secretários de Mobilidade, Fabrizzio Muller, e de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luiz Carlos de Souza, dentre outros gestores municipais. 

 

A entrega dos dois viadutos foi antecipada, em especial para garantir a homenagem ao rei do futebol, falecido em dezembro último – a previsão era para ocorrer em 1º de fevereiro, véspera da festa de Iemanjá. Os dois elevados têm, em média, 400 metros de extensão cada, e vão tirar a função das sinaleiras existentes no local. Com isso, segundo o prefeito, as pessoas que trabalham no Centro poderão chegar ao trabalho ou em casa com maior comodidade e num tempo muito menor, resultando assim em mais qualidade de vida. 

 

“Este é o primeiro marco de entrega da última etapa do BRT. Até final do ano concluiremos toda a obra. Com todos os trechos entregues, teremos a cidade mais conectada do Brasil com outros modais, a exemplo do metrô”, declarou Bruno Reis.  

 

Com o BRT, além da melhoria viária, a obra também promove ação direta na infraestrutura da cidade. “Com isso, resolvemos definitivamente alagamentos nas avenidas ACM e Juracy Magalhães; fizemos elevados no entorno do Hiper Bompreço, Cidadela, no Mergulhão da Magalhães Neto, e na Ponte sobre o rio Camarajipe, dentre outros", relatou o prefeito. 

 

O chefe do Executivo municipal destacou também que, em dois anos de gestão, a Prefeitura está promovendo uma verdadeira transformação na mobilidade na capital baiana. “Salvador nunca recebeu tantas obras de mobilidade como estamos entregando em tão pouco tempo. Vivemos a maior crise no transporte público no Brasil a cidade está reagindo, comprando ônibus elétricos para o BRT e construindo a maior estação de eletrocarga do país. Estamos conseguindo andar com as próprias pernas e ter condições de fazer investimentos em grandes obras”. 

 

Estrutura – O complexo entregue hoje compreende dois elevados de ligação entre a Rua Lucaia e a Avenida Anita Garibaldi, e fazem parte das obras do Trecho 2 do BRT, que vai desde o Cidade Jardim até a Estação da Lapa, via Vasco da Gama. O elevado de acesso à Garibaldi possui 317 metros de extensão e duas faixas de rolamento. Já o elevado de acesso à Lucaia, possui 425 metros de extensão e duas faixas em pavimento de asfalto. O investimento no equipamento foi de R$ 24,6 milhões. 

 

Os veículos que saírem da Rua Lucaia para acessar a Avenida Anita Garibaldi e aqueles que fizerem o sentido inverso passarão por cima dos elevados. Com isso, o complexo viário elimina a necessidade das sinaleiras que haviam na região, e de retorno na Avenida Vasco da Gama, melhorando a mobilidade. Além disso, as obras de macrodrenagem já realizadas no trecho 1 acabam com os alagamentos na área compreendida pela Rua Lucaia e Avenida Juracy Magalhães Júnior. 

 

O secretário de Mobilidade destacou a importância do Complexo Viário Rei Pelé para reduzir o gargalo do trânsito na região e o tempo de deslocamento para os condutores. "É um equipamento necessário há anos, pois concentra um fluxo de veículos superior ao que a própria dinâmica do dia a dia comporta com a semaforização. Foi observado que a região necessitava de elevados que permitissem um fluxo contínuo e com maior fluidez. E, a partir da chegada do BRT nesta região, passamos a ter um sistema mais completo. O BRT passa por baixo, sentido Vasco da Gama, enquanto os viadutos realizam a conexão entre essas duas avenidas importantes. A escolha desses equipamentos foi feita a partir de microssimulação, buscando as melhores alternativas em fluidez, tempo e qualidade de vida para a população", declarou Muller. 

 

Em andamento – O trecho 2 do BRT está com obras a pleno vapor e abrange o percurso entre o Parque da Cidade à Estação da Lapa, passando pelas avenidas Juracy Magalhães e Vasco da Gama. Ou seja, o percurso é o inverso do trajeto feito pelo metrô e mede sete quilômetros de extensão.  

 

A obra neste trecho tem investimento total de R$204 milhões e engloba a construção de três elevados e sete estações. Quando todas as etapas forem concluídas, o BRT Salvador terá 11,4 km de extensão e 13 estações. O montante total de investimento é de R$487 milhões. 

 

0
0
0
s2sdefault